domingo, 16 de março de 2014

FELIZ AO SONHAR

Olá Sonhadore(a)s, paz e bem! No vídeo abaixo, narrei um de meus poemas ao som da música "Verão Nos Andes", de um dos meus cantores favoritos, Aggeu Marques. Aproveito para agradecer o acolhimento dos meus amigos da Comunidade Palavra Viva, aqui de Montes Claros. A vivência e convivência com eles, tem a cada dia me mostrado a importância de estarmos com Deus, de buscarmos Seu amor, perdão, sabedoria e por consequência, alegria. Tenho aprendido com eles a renovar minha fé. Muito obrigado Senhor!  Agradeço também os integrantes do Terço da Misericórdia, onde esse recomeço na caminhada foi possível. Deus abençoe a todos!

video

Abaixo, o poema transcrito:

Eu quero cantar a vida
Nem asar nem sorte
Apenas o ser
O ser em si
Sem explicação
Palavras são inventos
Atenho-me ao silêncio
E aos momentos
Que trazem amor à minha vida
Em forma de singela poesia.

Rodrigo Costa Lima

****

Não tem como a gente sair "imune" depois de um "exercício poético", assim, a poesia me transforma, no mesmo instante onde releio, interpreto e sonho no mundo.
Abraços!



domingo, 2 de março de 2014

OS SONHOS NASCEM NO SILÊNCIO



Por favor, peço que leiam, católicos ou não, o exemplo é maior, certamente ajudará nosso coração a se entender, a viver melhor, a sermos pessoas melhores e mais felizes. Num mundo onde falar tudo o que pensa é sinônimo de honestidade, de verdade, Maria, Mãe de Jesus e nossa, nos ensina que o silêncio é uma grande forma de amor. Falar tudo o que pensa, sem que essa tal "verdade" seja fruto do amor, do respeito pelo outro, nada mais é que uma forma gratuita e vazia de agressão. Por isso, fiz questão de transcrever um trecho do dvd da banda Anjos de Resgate. 



"A família de Nazaré foi uma das famílias que mais sofreu. Logo após a alegria do nascimento do filho, com tanta coisa, tanta calúnia, difamação que Maria deve ter vivido, com tanta fuga, queriam matar o filho dela. Eu lembrei da história da mãe do João Hélio, ela contando que quando os bandidos fugiram com o carro dela e o corpo do filho dela pendurado, ela dizia assim: 'Heraldo, eu saí correndo pela rua pegando os pedaços do meu filho, eu não sabia o que eu tava fazendo, mas eu tava vendo o meu filho despedaçando'.

E eu lembrei de Nossa Senhora, o quanto ela teve que proteger aquele menino Jesus, pra que vivesse. O silêncio foi uma das maiores marcas que acompanharam a vida de Maria. Ela poderia ter dito milhões de coisas, ou nos momentos de glória Dele, ela poderia ter dito: 'esse é o meu filho, olha só como ele transforma água em vinho, que espetáculo!', mas a marca é o silêncio, a marca de quem sabe amar é que nos momentos de dor, silencia e não esperneia. É saber que após cada momento difícil, Deus tem um momento de glória pra você e Maria só conheceu o momento de glória depois de toda a dor possível e imaginário que uma mãe podia passar. 

E eu pensei na tua família, eu pensei quantas vezes você silenciou, quantas vezes você calou a tua vontade de fazer justiça, quantas vezes você calou a tua vontade de gritar mais alto por causa do amor. A mulher que soube silenciar diante da injustiça do filho, foi glorificada eternamente, não mais como Maria de Nazaré, mas como Rainha, Senhora, Mãe de todos os povos, pra que em nossos lares, aprendendo a viver o silêncio, a gente aprenda a cada dia mais a respeitar as pessoas que Deus nos deu".


Abaixo, segue o dvd: